quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Abrindo o jogo sobre o Islamismo

Dr. Josimar Salum

Junte-se a esta campanha de conscientização sobre o Islã. Traduza este artigo "Abrindo o jogo sobre o Islamismo" em qualquer idioma. Compartilhe-o em redes sociais, por email ou por qualquer forma de mídia. É permitido qualquer meio de distribuição gratuita. www.alertaisla.info


Obviamente há uma diferença entre muçulmanos radicais e moderados. Os primeiros são praticantes, os outros são essencialmente religiosos ou nominais. É igualmente óbvio que o Estado Islâmico age em nome do Islã. E são inspirados pelos seu profeta Maomé que antes de morrer dizia que todo muçulmano deve fazer três coisas com aqueles não são muçulmanos: convertê-los, matá-los ou fazê-los pagar tributo. Esta é a receita opressora que ISIS (Estado Islâmico) tem imposto sobre as populações não muçulmanas em todo o Iraque e Síria e onde exercem domínio.

Você classifica como terrorismo islâmico somente os atos bárbaros praticados, por exemplo, pelo ISIS em Paris e Beirute? Pesquise sobre uma infinidade de atos terroristas bárbaros no mundo nos últimos 20 anos: o número maior deles vem de muçulmanos radicais!  Radicais, mas muçulmanos. Todo terrorista do Iraque, da Síria, do Irã, etc. é muçulmano! Todos os atos terroristas citados aqui são de muçulmanos! Nem todo muçulmano é terrorista! Claro! Mas destes países todos eles são muçulmanos! Vou repetir: Nem todo muçulmano é terrorista, especialmente, os muçulmanos apenas religiosos e nominais! 

Quem ignora esses fatos inquestionáveis incorre exatamente em erro por três razões igualmente claras para mim: por ignorância, por opção consciente ou por distúrbio patológico. Em que categoria está  o Presidente Obama que se nega obstinadamente a reconhecer que ISIS é uma facção muçulmana? O Estado Islâmico é ultrarradical! Mas é islâmico. Obama nunca usa estas palavras enquanto a própria denominação do grupo carrega o nome islâmico e escancara esta verdade! Eles cantam as mesmas orações como todos o muçulmanos praticantes ao redor do mundo.

Acredito que a maioria dos meus leitores nunca leu nada do Alcorão e nunca estudou sobre o Islamismo usando as fontes adequadas. O Islamismo em qualquer forma é uma ameaça à civilização humana. Não existe Islamismo que não seja radical no mínimo em sua teologia. A não ser que todo muçulmano renuncie toda a linguagem de ódio de seu livro sagrado e recuse a ser um discípulo fiel de Maomé! Se assim fizer, deixará de ser muçulmano e considerado apóstata. Para o ISIS todo muçulmano que deixou de orar três vezes ao dia deixou de ser muçulmano, razão também pela qual são perseguidos e assassinados. De um modo geral, todo muçulmano, no Egito, por exemplo, que se converte a Jesus é ameaçado de morte, mesmo pelos seus pais ou parentes chegados. Não são somente ameaçados, mas muitos são assassinados, alguns até pelos próprios pais. Você sabia que o Alcorão, livro sagrado dos muçulmanos tem pelo menos 106 passagens que ensina matar infiéis como você, especialmente judeus e cristãos?

Você sabia, por exemplo, que uma mesquita não é uma igreja e que sua função principal é ser escola para a conquista do mundo? Como o Alcorão proclama que todo o mundo será conquistado pelo Islamismo. Sim,  Islamismo quer dominar toda a Terra. Você consideraria também terrorismo ou barbárie o fato incontestável de toda mulher ser considerada como lixo sem nenhum direito na maioria absoluta dos países muçulmanos?

Procure ver como o ser humano é tratado na Arábia Saudita, no Qatar, no Iêmen, na Argélia, no Irã, etc.! Tive contato direto com centenas deles! E você vai entender se não entende com muita distinção e sabedoria o que apresento neste texto. Você sabe o que aconteceria comigo só em escrever o que escrevi em alguns destes países? Não existe liberdade de expressão, liberdade religiosa, imprensa livre, etc. nestas nações!

No Islamismo ensina-se que todo muçulmano tem por obrigação odiar cristãos e judeus! Embora nem todo islamista odeie judeu e cristão, apesar de que é fato que Maomé seu profeta matou centenas de judeus e os enterrou numa cova aberta e que os cristãos são perseguidos em todos os países muçulmanos! Tenho amigos muçulmanos! Gente boa! Mesmo sendo amigos eles admitem que seu livro sagrado ensine que eu deva ser considerado inimigo e que sou um infiel. Sim, nem todos os muçulmanos praticam literalmente os ensinos do Alcorão! Nem todos eles são seguidores cegos de Alá. Apesar de que no Alcorão “deus” nunca abençoa e nunca diz que ama seus filhos. Para Alá todos os seus inimigos merecem a morte! Não existe perdão no vocabulário de Alá que seus filhos devam oferecer para outros seres humanos que não sejam muçulmanos! As orações à Alá são mantras de maldição e xingamento contra todos os seus inimigos.

De fato, em 2012 um levantamento da revista The Economist mostrou que mais de 70% dos muçulmanos do mundo apoiam o cumprimento da sharia e 90% concordam com as execuções dos inimigos e apóstatas (pessoas que abandonam o Islã). É um abismo grande entre aquilo que se pensa sobre o Islã e o que corresponde à realidade.

Essa posição politicamente correta de achar que cometo erro em colocar todo o mundo no mesmo barco é uma fantasia, autonegação, desilusão. Sim, o Islamismo em qualquer forma é uma ameaça aos direitos humanos porque seus princípios são contraditórios à Declaração Universal dos Direitos Humanos. Ora, se é uma ameaça aos direitos humanos certamente é uma ameaça à civilização. Compare os ensinos puros do Islamismo com o texto da declaração!

Para concluir, deixa-me deixar uma perspectiva para meus leitores cristãos. Como estudante das Escrituras, deixa-me apresentar a ti uma afirmação contundente. Afirmo que o Islã é o anticristo e Maomé, seu falso profeta! Não porque durante a história todos os protestantes e evangélicos sempre tiveram a necessidade em cada era de nomear um anticristo. E até hoje muitos evangélicos adeptos ao fanatismo escatológico vivem buscando em Roma o que o Apocalipse ensina abertamente que está relacionado com a Babilônia. Daniel entendeu isto claramente em seu livro! Babilônia é Babilônia! E convenhamos, anticristos são muitos, existem até anticristos católicos, evangélicos, pentecostais e neopentecostais! Sem dúvida! Existem muitos anticristos!

“E eu pus-me sobre a areia do mar, e vi subir do mar uma besta que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as suas cabeças um nome de blasfêmia. E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se lhe poder sobre toda a tribo, e língua, e nação. E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. Se alguém tem ouvidos, ouça. Se alguém leva em cativeiro, em cativeiro irá; se alguém matar à espada, necessário é que à espada seja morto. Aqui está a paciência e a fé dos santos.” Apocalipse 13:7-10

Consegue perceber algum paralelo deste texto das Escrituras com o que acontece hoje no mundo islâmico? Chegou a assistir a algum vídeo destes muçulmanos radicais degolando pela espada os cristãos? Ficou sabendo das 200 crianças sírias recentemente fuziladas de uma só vez pelo Estado Islâmico? Tem conhecimentos dos milhares de cristãos cativos em todos os países árabes muçulmanos?

Você ouviu algum chefe de Estado de algum país muçulmano condenar estes atos de crueldade ou quaisquer outros cometidos contra os cristãos? Já viu alguns deles exigir a soltura imediata de algum cristão que foi preso porque estava pregando o Evangelho? Você sabia que na maioria destes países qualquer um que se converta a qualquer fé, especialmente a Cristo é preso ou assassinado em praça pública? Não é fato que milhões destes muçulmanos que não são "radicais" não condenam esta barbárie em seus países e até assistem às execuções? Como é então que se diz que somente uma minoria deles é que é radical ou ultrarradical?

E o que dizer dos países árabes em relação aos atos cometidos contra os judeus enquanto eles não condenam sequer os ataques dos palestinos contra os judeus? Somente condenam o que os judeus "fazem contra os palestinos"! Você sabia que em Israel vivem milhares de árabes que gozam plena liberdade e os que vivem em Gaza não gozam de paz nem de liberdade? 

Não estou aqui defendendo judeus nem mesmo os cristãos, apenas estou descrevendo fatos. Ora, se o Islamismo é uma religião de paz ou um movimento de conquista do mundo para o bem por que não condenam a violência perpetrada contra inocentes? 

Amo os muçulmanos tanto quanto judeus e cristãos, mas seria possível você perceber que há uma diferença muito clara entre uns e outros no que diz respeito às práticas terroristas ao redor do mundo? Você vê exemplos de cristãos e judeus matando inocentes desenfreadamente ao redor do mundo?

“E vi subir da terra outra besta... E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta. E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, aos livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome." Apocalipse 13:1, 7-10, 11, 15-17

Lembra-se do seguinte texto de certo rei da Babilônia - onde é hoje Iraque e Irã - e vê similaridade com a passagem acima? O rei Nabucodonosor fez uma estátua de ouro, e o arauto apregoava em alta voz: “Ordena-se a vós, ó povos, nações e línguas: E qualquer que não se prostrar e não a adorar, será na mesma hora lançado dentro da fornalha de fogo ardente.” Leia Daniel capítulo 4! Este acontecimento foi uma prévia do que está acontecendo hoje em dia! Neste caso qualquer semelhança não é pura coincidência. Pois bem, ouvi de muitos de alguns países árabes: "Sim, o anticristo é o Islã e o falso profeta é Maomé e nós temos vivido claramente uma grande tribulação!" Mas "eles o venceram (ao dragão) pelo sangue do Cordeiro, pela Palavra do seu testemunho e porque não amaram as suas vidas mesmo diante da morte." (Apocalipse 12:11)

Josimar Salum
18/11/2015

Clique aqui
https://www.facebook.com/josimar.salum

Um comentário:

  1. ja estou cheio de islamismo,muçulmanos e estado islamico quero que vao para os inferno.Se podesse mandaria uma bomba atomica na arbia saudita.

    ResponderExcluir