sábado, 30 de maio de 2015

sábado, 23 de maio de 2015

Por que Jesus ensinou que todo "segundo casamento" sem a morte de umdos cônjuges é adultério?


"Jesus, porém, respondendo, disse-lhes:

Não tendes lido que, no princípio, o Criador os fez macho e fêmea e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher, e serão os dois numa só carne? 

Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem.

Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de prostituição, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério. (Mateus 19:4-6, 9 ARC)"

Repudiar o cônjuge (divorciar) por causa da prostituição (Grego: pornéia - imoralidade sexual) não é pecado. Não peça quem divorcia de um cônjuge que adulterou ou mantém-se na pratica de qualquer imoralidade.

Não perdoar o cônjuge que cometeu imoralidade sexual é pecado. Jesus ensinou isto  no contexto imediato de Mateus 19.

"Então, Pedro, aproximando-se dele, disse: 

Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete, mas até setenta vezes sete. 

Por isso, o Reino dos céus pode comparar-se a um certo rei que quis fazer contas com os seus servos; e, começando a fazer contas, foi-lhe apresentado um que lhe devia dez mil talentos. 

E, não tendo ele com que pagar, o seu senhor mandou que ele, e sua mulher, e seus filhos fossem vendidos, com tudo quanto tinha, para que a dívida se lhe pagasse. 

Então, aquele servo, prostrando-se, o reverenciava, dizendo: Senhor, sê generoso para comigo, e tudo te pagarei. 

Então, o senhor daquele servo, movido de íntima compaixão, soltou-o e perdoou-lhe a dívida. 

Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem dinheiros e, lançando mão dele, sufocava-o, dizendo: 

Paga-me o que me deves. Então, o seu companheiro, prostrando-se a seus pés, rogava-lhe, dizendo: Sê generoso para comigo, e tudo te pagarei. 

Ele, porém, não quis; antes, foi encerrá-lo na prisão, até que pagasse a dívida. Vendo, pois, os seus conservos o que acontecia, contristaram-se muito e foram declarar ao seu senhor tudo o que se passara. 

Então, o seu senhor, chamando-o à sua presença, disse-lhe: Servo malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste. Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti? 

E, indignado, o seu senhor o entregou aos atormentadores, até que pagasse tudo o que devia. 

Assim vos fará também meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas. (Mateus 18:21-35 ARC)

"Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de prostituição, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério. (Mateus 19:9 ARC)"

Os tradutores da Nova Versão International intencionalmente omitiram a segunda parte "e o que casar com a repudiada também comete adultério." 

Nas versões americanas como a "Kings James Version" e "American Standard Version" lemos: "E o que casar com ela quando ela é repudiada, comete adultério. (Mateus 19: 9 ASV)

Na Revista e Atualizada lemos: "Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério."

Quem repudia sua mulher por causa de fornicação e casa com outra comete adultério. 

Quem casa com a repudiada (qualquer um, mesmo que seja solteiro, mesmo que não tenha cometido adultério ou mesmo que seja viúvo) comete adultério.

O Espírito Santo através de Paulo explica isto claramente:

"Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. 

De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for doutro marido; mas, morto o marido, livre está da lei e assim não será adúltera se for doutro marido." (Romanos 7:2-3 ARC)

Não é exatamente isto que Jesus disse em Mateus 19?

"Ele, porém, respondendo, disse-lhes: 

Não tendes lido que, no princípio, o Criador os fez macho e fêmea e disse: 

Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. 

Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem. (Mateus 19:4-6 ARC)"

"Disseram-lhe seus discípulos: 

Se assim é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar. 

Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido. 

Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos por causa do Reino dos céus. 

Quem pode receber isso, que o receba. (Mateus 19:10-12 ARC)

O casamento é uma união única e exclusiva por toda a vida entre um só homem e uma só mulher. 

Josimar Salum
23/5/2015

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Seja abençoado! Seja benção!


A diferença em ser abençoado de ser uma benção é que nenhum de nós será realmente abençoado se não for primeiro uma benção. (JSalum)

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Primeiro Amor


Por Filipe Gouvea 

(Apocalipse 2: 1-5)

1 Ao anjo da igreja em Éfeso escreve: Estas coisas diz aquele que conserva na mão direita as sete estrelas e que anda no meio dos sete candeeiros de ouro: 

2 Conheço as tuas obras, tanto o teu labor como a tua perseverança, e que não podes suportar homens maus, e que puseste à prova os que a si mesmos se declaram apóstolos e não são, e os achaste mentirosos;

3 e tens perseverança, e suportaste provas por causa do meu nome, e não te deixaste esmorecer.

4 Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor.

5 Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas.

 

Muitos cristãos ao lerem essa passagem se perguntam- “O que seria o primeiro amor?” 


A resposta certa, mesmo que difusa e informal, é que seu relacionamento com Jesus deixou de ter “graça”. 


Aquilo que um dia era feito com prazer e deleito hoje não passa de mera obrigação religiosa. 


Aquele que um dia virava noites vasculhando a Palavra querendo conhecer mais o Deus que entrou em sua vida passou a achar cansativo e desanimador a leitura diária das sagradas escrituras. 


É simples. E triste. É o fogo que um dia brilhou, mas infelizmente não brilha mais.


O salmista se expressa muito bem ao pedir aDeus que restaure a “alegria de sua salvação”, aquilo que lhe-dava um sentimento de pertencimento e dava vida à graça que lhe-foi concedido. 


Só podemos recuperar essa alegria ao dar conta que não foi Deus que mudou, (pois Jesus permanece o mesmo ontem, hojee para sempre) mas fomos s que deixamos de nos preocupar com como Ele esta se sentindo, esquecemo-nos de dar boa noite aele e não desabafamos com Elmais a respeito das nuanças que aconteceram ao longo do nosso dia; como uma chuva imprevista ou um café derramado. 


Passamos tanto tempo nesse mundo corrupto e frio que a iniquidade ao nosso redor nos torna insensível.


Perdemos a capacidade de chorar, e por consequência não conseguimos mais nos alegrar. 


O motivo? Aquilo que um dia nos deu sentido e um proposito maior hoje aparenta estar distante e inalcançável.

  

A cura infalível para essa condição espiritual também esta presente na passagem acima quando Jesus, em sua infinita sabedoria, nos diz que tudo que podemos fazer para mudar a nossa condição é lembrar onde caímos, nos arrepender e voltar á praticar as primeiras obras. Isso significa voltar as leituras bíblicas não por cota diária e sim por prazer.


Significa que a nossa oração não pode mais ser superficial ao ponto de só pedir que Ele nos abençoe e que nos guarde enquanto dormimos. 


Significa que falamos de Jesus pra todos que passarem por nos e que continuaremos amando eles quando jogarem pedras na gente. 


Saberá que recuperou esse amor quando em toda criança, toda rosa, e ironicamente todo espinho, estejamos apaixonados com Ele novamente ao ponto de ver seu rosto em todas estas coisas...

 

Metamorfose: Ponto por ponto.

"Não queira ajudar a larva virar borboleta." (JSalum)



quarta-feira, 13 de maio de 2015

A Àrvore da Vida e a árvore do conhecimento do bem e do mal.

A mulher ao lado do esposo ouviu a serpente sugerir e discutiu com ela. 

O homem, calado, apenas assistiu o diálogo e comeu do fruto que a mulher comeu primeiro e lhe deu. 

Não era o fruto que comeram que os mataram, mas a semente que o fruto mordido e mastigado liberou, o pecado. 

E a árvore do conhecimento do bem e do mal se tornou pecado. 

Veio a Árvore da Vida e foi cravada no madeiro de qualquer árvore, se fez pecado e ali morreu, e Sua Semente em qualquer árvore a transforma igualmente em Árvore da Vida, daquela Semente que é nascida de Deus. (JSalum)

Divorciados, mas amigos!


"Conheço alguns crentes que estão desviados e na constante prática do pecado que não discernem que o que estão fazendo é imoral e ofensivo. Aliás, a maioria das pessoas com quem eu converso e muitos da igreja, inclusive, acham normal e bonito que uma mulher ou um homem que traiu e separou-se do cônjuge possa continuar tendo uma amizade assim tão "bonita" entre eles, sem arrependimento e acerto. Vivem no mundo das telenovelas e das minisséries como Riba! Ouço: "Ah! Sou separado da minha mulher, porque ela me traiu, mas continuamos muito amigos." Aquele que torna-se amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. Deus perdoou o homem, mas sem reconciliação não há salvação, relacionamento. Nem Deus convive e se relaciona com seus inimigos!" (JSalum)

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Justificado pela Fé


"Ninguém será justificado por Deus se tiver uma mínima percepção que seja de seu valor e do que faz. É preciso despojar-se de toda a justiça própria para crer somente em Deus e descansar no Seu Amor." (JSalum)

domingo, 3 de maio de 2015

7/Maio/2015 - Dia Nacional de Oração USA


64ª edição do Dia Nacional de Oração, 7 de maio de 2015, terá um significado profundo para o nosso país. É uma oportunidade sem precedentes para ver a cura do Senhor Jesus e Seu poder renovador manifestado, por isto, conclamamos a todos os cidadãos nos Estados Unidos a curvarem-se humildemente diante do Seu trono.

Nosso tema para 2015 é: "Senhor, escute nosso clamor!", enfatizando a necessidade de indivíduos, coletivamente e individualmente, para colocar sua fé no caráter infalível em Seu Criador Jesus, que é soberano sobre todos os governos, autoridades, e os homens. 

Para realçar ainda mais o nosso tema, nós escolhemos I Reis 8:28 como nossa Escritura para este ano: "Ouve o clamor e oração que o teu servo está orando em Tua presença neste dia."

Nesta quinta feira dedique-se a buscar a face do Senhor Jesus em favor de nosso país!

Organize um grupo para orar em frente da prefeitura de sua cidade ao meio dia na quinta-feira. 

Marque reuniões de oração em sua igreja, em casa e mesmo por telefone.

Se precisar de mais informações ligue para Prs. Edson e Eneida Porto - 857-258-0347 ou 857-258-0348 ou e-mail collegeprayers@aol.com

Porque o Senhor Jesus reina!

Josimar Salum


Kings Net